Fórum de Sustentabilidade e Governança

O caminho natural do desenvolvimento.

21 e 22 de Agosto de 2018
Curitiba | Paraná | Brasil

Palestrantes

Ivan Tomaselli, Presidente da STCP

Abertura Oficial do Fórum Sustentabilidade e Governança, 2ª edição.

Presidente da STCP, com mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento de projetos relacionados à indústria e mercado de produtos florestais, bem como políticas e programas setoriais. Tem atuado como coordenador de projetos e como consultor da empresa e de organismos internacionais como: FAO - Food and Agriculture Organization, ITC - International Trade Center, ITTO - International Tropical Timber Organization, Banco Mundial, CIFOR - Center for International Forestry Research, IIED - International Institute of Environment and Development. Publicou mais de 160 trabalhos e proferiu aproximadamente 200 palestras e cursos em todo o mundo. Professor aposentado da Universidade Federal do Paraná e Vice-Presidente de Tecnologia e Desenvolvimento da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente – ABIMCI.

Tomaselli é graduado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná, Brasil; M.Sc. em Tecnologia da Madeira, Universidade Federal do Paraná, Brasil; PhD pela Universidade de Melbourne, Austrália; e Pós-Doutor em Bundesforschungsanstalt fur Forest-und Holzwirtchaft, Hamburgo, Alemanha.


Sérgio Abranches, Cientista político

Palestra 1 - Sustentabilidade e Governança: Ontem, Hoje e Amanhã

Talvez mais conhecido como comentarista da rádio CBN, onde aborda e discute Ecopolítica e novos caminhos para o desenvolvimento, Sérgio Abranches é respeitado analista de risco político e macrotendências que atua também como consultor, não só nesta temática mas também na resolução mediada de conflitos, além de escritor.

Autor de “Copenhague Antes e Depois”, editora Civilização Brasileira, sobre a política global para mudança climática e também do romance “Pelo Negro do Medo”, Editora Record (http://globotv.globo.com/globo-news/globo-news-literatura/v/sergio-abranches-lanca-o-romance-o-pelo-negro-do-medo/2222893/), Sérgio escreve sobre Ecopolítica e outros temas da atualidade no blog www.ecopolitica.com.br, e é autor colaborador da National Geographic Magazine para cujo site escreve sobre energia e sustentabilidade.

Escolhido “Personalidade do Ano 2011 em Sustentabilidade” pelo Conselho Consultivo do prêmio Jornalistas&Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade, Sérgio Abranches é Sociólogo e Cientista Político, com Mestrado pela UnB e Doutorado (PhD) pela Cornell University (EUA).


Fernando Lorenz, Diretor de Assuntos Corporativos da Arauco do Brasil

Painel 1 - Sustentabilidade e Governança: Experiências Empresariais

Fernando Lorenz é Engenheiro Naval formado pela USP-SP. Possui grande experiência como Diretor Geral e Diretor Comercial e de Marketing de grandes grupos internacionais com foco no desenvolvimento de negócios.

Experiência multicultural tendo trabalhado para empresas em diferentes países (Brasil, Argentina, Itália, Espanha e Suécia). Experiência em Lean System e Total Quality Control.

Atualmente é Diretor de Assuntos Corporativos da Arauco do Brasil, líder mundial na fabricação de produtos florestais sustentáveis.


Fábio Abdala, Gerente de Sustentabilidade da Alcoa para América Latina e o Caribe

Painel 1 - Sustentabilidade e Governança: Experiências Empresariais

Fabio é Gerente de Sustentabilidade da Alcoa para a América Latina e o Caribe e está na corporação desde 2007, quando assumiu a coordenação do programa Juruti Sustentável.

Com 15 anos de experiência profissional nos setores privado, público e terceiro setor, Fabio atuou como gestor público no Governo do Amapá e no Ministério do Meio Ambiente, foi Secretário Executivo da rede social Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), lecionou como professor visitante no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Pará e foi pesquisador visitante no Tropical Conservation and Development Program da University of Florida (em Gainesville, EUA) e no Centre Internationale pour la Recherche Agricole (França).

Fabio é brasileiro, Cientista Social com Mestrado em Ciência Política pela Universidade de Campinas (Unicamp) e Doutorado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB). É também fellow do Earthwatch Institute e do Leadership for Environment and Development (LEAD).


Antônio Ludovino Lopes, Presidente da Câmara e.net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico)

Palestra 2 – Comércio Eletrônico e Sustentabilidade no Brasil

Ludovino Lopes é sócio fundador da Ludovino Lopes Advogados, sociedade de advogados com sede em São Paulo e escritório em Lisboa e presidente da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico.

Advogado graduado em Direito Civil pela Universidade Clássica de Lisboa e com especializações nas áreas de Tecnologia da Informação, Direito Internacional Privado e Direito Ambiental, Ludovino tem expressiva atuação nas discussões sobre a problemática das Mudanças Climáticas, na América Latina, Europa e Estados Unidos, sendo membro do Grupo de trabalho ROW – REDD+ entre os governos da Califórnia, Acre e Chiapas, membro do Conselho do VCS - Voluntary Carbon Standard e também consultor do Banco Mundial, de Governos, de Corporações e de Fundo de Investimento nas áreas de Mudança Climática, Energia Renovável, Serviços Ambientais e Conservação Ambiental.

Ludovino foi ainda membro da Comissão Especial de Mudanças Climáticas da OAB/SP, e coordenador da Comissão Técnica de Assuntos Jurídicos do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas.


João Paulo Foini, Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

Painel 2 – Comércio Eletrônico e Sustentabilidade: Casos Temáticos (Tema - Identificação Digital e Desmaterialização de Documentos)

João Paulo é responsável pela gerência de produtos de tecnologia da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, através da qual também tem atuado em projetos para o Governo Estadual nas áreas de documentos eletrônicos, certificação digital, gestão eletrônica de documentos e balcões de serviços eletrônicos.

João Paulo também é conselheiro e coordenador do Comitê de Sustentabilidade para a Economia Digital da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara-e.net.).

Especialista em interatividade digital, portais corporativos, certificação digital e soluções de governo eletrônico, João Paulo é Analista de Sistemas com MBA em Marketing e conta com 25 anos de atuação no mercado de TI.


Matthew Arnold, Diretor chefe da Área de Meio Ambiente / JP Morgan Chase & Co.

Palestra 4 - Sustentabilidade e Governança no Mercado Financeiro: Critérios e Cuidados para Investimento

Matthew, ou Matt como é regularmente chamado, é diretor da área de assuntos ambientais do JP Morgan Chase e com sua equipe lidera os esforços do banco para torná-lo líder entre as empresas de serviços financeiros na proteção do meio ambiente reforçando o sucesso do negócio. Ele e sua equipe desenvolvem a política ambiental da corporação e também apoiam os clientes na identificação e mitigação dos riscos ambientais dos seus negócios, buscando melhorar os resultados ambientais em todas as operações em que a organização está envolvida.

Antes de ingressar no JP Morgan Chase, Matt foi diretor e líder de Soluções para Negócios Sustentáveis na PwC (PricewaterhouseCoopers), conhecida empresa de consultoria que auxilia os clientes a alcançar sucesso a partir de estratégias de investimento e sustentabilidade, concentrando esforços no crescimento da receita, redução de custos e mitigação de riscos.

Matt também foi cofundador da Sustainable Finance Ltd, empresa de consultoria a empresas de serviços financeiros no desenvolvimento de estratégias de sustentabilidade, gestão de riscos ambiental e social, e identificação de oportunidades de investimento superiores e termos ambientais, que foi adquirida pela PwC em dezembro de 2008 e tinha como clientes bancos comerciais e de investimento, seguradoras, empresas imobiliárias e bancos de desenvolvimento. Previamente, ainda, Matt foi COO (Chief Operating Officer) do World Resources Institute, uma influente organização “think tank” pró-desenvolvimento sustentável, de operação internacional, além de ter ocupado outras posições de destaque em empresas como IBM, Merrill Lynch e Santa Fé Trading.

Matthew Arnold possui grau de Bacharel em Psicobiologia pela Universidade de Harvard, tem Mestrado em Relações Internacionais pela Universidade Johns Hopkins e MBA pela Harvard Business School.


Sonia Favaretto, BM&FBOVESPA

Painel 3 - Governança e Sustentabilidade como Critério de Investimento: Exemplos no Brasil

Sonia Favaretto é Diretora de Sustentabilidade da BM&FBOVESPA, Superintendente do Instituto BM&FBOVESPA e Presidente do Conselho Deliberativo do ISE – Índice de Sustentabilidade Empresarial. Também é membro do Stakeholder Council da GRI (Global Reporting Initiative) e presidente do Conselho Consultivo do Ponto Focal da GRI Brasil, além de integrante do Conselho do Programa Empresas pelo Clima, da Fundação Getúlio Vargas.

Com mais de vinte anos de experiência em Comunicação e dez na área de Responsabilidade Social e Sustentabilidade, Sonia foi Superintendente da Fundação BankBoston, Superintendente de Sustentabilidade e Comunicação Institucional do Banco Itaú e Diretora Setorial de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da Febraban – Federação Brasileira de Bancos.

Sonia é Jornalista, Radialista e Pós-Graduada em Comunicação Empresarial.


Bento Koike, Líder da TECSIS

Painel 4 – Sustentabilidade e Inovação: Casos Especiais

Como líder da TECSIS, a maior fabricante de hélice de turbina eólica customizada do mundo, Bento Koike é um dos brasileiros que desenvolveu a tecnologia de ponta nas últimas duas décadas. Hoje, apenas 16 anos depois de iniciar a sua própria empresa, tem mais de 35 mil hélices operando em todo o mundo, principalmente resultado de uma longa e bem sucedida parceria com a GE.

Koike graduou-se em Engenharia Aeronáutica no ITA, e com pós-graduação em Estrutura Aeronáutica. Dedicou seus primeiros oito anos de carreira em pesquisa aeroespacial no Centro Técnico Aeroespacial (CTA) e no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos, São Paulo, Brasil. Com duas experiências internacionais antes de iniciar o seu próprio negócio: um ano no Canadá, onde trabalhou para o Centro de Pesquisa de Comunicações do Canadá e dois anos na Alemanha, trabalhando no Instituto Alemão de Pesquisas e Experiências Aeroespaciais (DFVLR).

Retornando ao Brasil, fundou a empresa Composite em 1983 com seis outros membros para desenvolver a maioria das peças do hardware do Programa Espacial Brasileiro. Em 1995, mudou-se para Sorocaba, onde fundou a TECSIS. Recentemente completou um Programa de Gestão de Negócios (OPM) da Harvard Business School.

Atualmente, a TECSIS é uma empresa global com 15% da participação de mercado mundial em termos de capacidade total instalada e líder indiscutível do mercado nos Estados Unidos, com cerca de 50% de participação do aumento da capacidade instalada em termos de MW nos últimos anos. Com sede no Brasil, a TECSIS tem mais de 5.000 funcionários e 10 indústrias. Estas unidades operacionais integradas no Brasil permitem a TECSIS atingir diversos mercados a partir de unidades industriais centralizadas.


Carlos Arruda, Fundação Dom Cabral

Painel 4 - Sustentabilidade e Inovação: Casos Especiais

Professor na área de Inovação e Competitividade na Fundação Dom Cabral (FDC), Carlos Arruda também é Diretor Executivo Adjunto de Parcerias Empresariais e Coordenador do Núcleo de Inovação dessa mesma conceituada instituição, onde já foi Diretor de Desenvolvimento e Finanças, Diretor do Programa MBA Empresarial e Coordenador do Núcleo de Internacionalização e Competitividade.

Entre outras posições de destaque, Carlos Arruda é membro do Conselho Técnico Científico do Instituto Venturus (Brasil), do Conselho Assessor do Kellogg Innovation Network (EUA), do Conselho da Universidade de Angola (Angola) e do Júri do Globe Award on Sustainable City (Suécia), já tendo sido membro do Global Council on Talent and Diversity do World Economic Forum (Suíça), do Conselho do UNICON (EUA), Oficial Superior da Divisão de Desenvolvimento e Suporte Empresarial no International Trade Centre UNCTAD/ITC (Suíça) e coordenador no Brasil dos Estudos World Competitiveness Yearbook do IMD e do Global Competitiveness Report do World Economic Fórum.

Carlos Arruda é autor e coautor de diversas publicações no Brasil e exterior, sobre os temas como gestão cultural, internacionalização de empresas, competitividade internacional, gestão da inovação e longevidade empresarial, incluindo os livros “Internacionalização de empresas brasileiras”, “Em busca do futuro – a competitividade no Brasil” e “Brazil Competitiveness Report 2009”.

Carlos Arruda é graduado em Engenharia Mecânica e Mestre em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais e Doutor em Administração Internacional pela University of Bradford (Inglaterra).


Juan Ramón Candia Jorquera, Fundación Chile

Painel 4 - Sustentabilidade e Inovação: Casos Especiais

Juan Candia é atualmente diretor do Departamento de Água e Meio Ambiente da Fundación Chile, instituição e departamento que é um dos líderes no Chile em tecnologias limpas inovadoras aplicadas associadas a áreas como mineração e meio ambiente, tratamento de água industrial, fechamento de minas, gestão da água ao nível de bacias hidrográficas, avaliação de risco, monitoramento e remediação ambiental, drenagem ácida, geoquímica e sustentabilidade empresarial, entre outros.

Nos seus 22 anos de experiência profissional Juan Candia trabalhou em empresas privadas, centros de P&D e agências governamentais, no Chile e em outros países, com particular ênfase na interface entre mineração e meio ambiente, em assuntos como tecnologias limpas, gestão e remediação de áreas contaminadas, gestão de derramamento contaminantes em operações de mineração, avaliação de risco, produção limpa (CP), desenvolvimento sustentável, coexistência entre a agricultura e os projetos de mineração. Nesse tempo visitou cerca de 80 países, participou de 11 missões internacionais e palestrou em eventos em nove países.

Nos últimos dez anos têm sido clientes do departamento liderando por Juan Candia empresas como BHP Billiton, Codelco, AngloAmerican, Freeport McMoRan Copper & Gold, Barrick, Xstrata, Antofagasta Minerals, MPX, Shell, Exxon Mobil, Copec, Enap (a empresa nacional de petróleo), Petrobras, Viña Concha y Toro, indústrias de papel e celulose, além de organizações públicas como os Ministérios Chileno do Meio Ambiente e da Saúde, e Governos Regionais e Municipais.

Juan Candia tem Bacharelado em Biologia pela Universidad de Concepción (Chile), Pós-Graduação em Ciências Ambientais pela University of Canterbury (Nova Zelândia) e Mestrado em Gestão Ambiental pela Lincoln University (Nova Zelândia).


Shelley de Souza Carneiro, Gerente Executivo de Meio Ambiente e Sustentabilidade - CNI

Painel 4 – Sustentabilidade e Inovação: Casos Especiais

Shelley é Gerente Executivo de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e seu envolvimento com a questão da sustentabilidade e da inovação, além do viés ambiental decorrente dos cargos públicos ocupados, vem de longa data, estando associado não apenas às iniciativas governamentais, mas também a processos da iniciativa privada. Sua experiência também vai além do ambiente nacional para o nível internacional, tendo participado de missões empresariais e governamentais especificas à França, Alemanha, Estados Unidos, Canadá, Holanda, Bélgica, Itália, Espanha, Groelândia e Suécia.

Já ocupou o cargo de Secretário-adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Estado de Minas Gerais, onde também foi Diretor-Geral do Instituto Estadual de Florestas (IEF). Trabalhou na FIAT e nas Siderúrgicas Mannesmann e Belgo Mineira, e foi ainda integrante do Conselho Corporativo de Sustentabilidade do Grupo EBX.

Shelley de Souza Carneiro é Engenheiro Mecânico com especializações em Engenharia Econômica pela UFMG, Engenharia Nuclear pela USP, Engenharia Ambiental (Itália), Segurança do Trabalho pela UFMG e Engenharia de Transportes pela PUC/MG, além de deter um título de Mestre em Engenharia Nuclear (Roma/Itália).


Iam Thomson, Sócio-Diretor / On Common Ground Consultants Inc

Palestra 5 - Sustentabilidade e o Conceito de Licença Social para Operar

Ian Thomson, membro fundador e diretor da On Common Ground Consultants Inc, tem mais de 30 anos de experiência na indústria de recursos naturais, tendo trabalhado durante os últimos 15 anos para o avanço da gestão do desenvolvimento socialmente sustentável. Sua experiência inclui engajamento de stakeholders, orientação para desempenho social, treinamento de equipes corporativas, orientação de políticas de contexto social e de processos de orientação multi-stakeholders.

Antes de fundar a On Common Ground Consultants, Ian ocupou cargos na Orvana Mineral Corp, Placer Development, e Barringer Research. Seus primeiros anos de carreira profissional na área técnica da indústria de recursos naturais lhe deram bases ímpares para o entendimento e a fundamentação de suas avaliações das questões sociais no âmbito dos negócios e da engenharia deste setor industrial.

Devido à sua profunda experiência e avançados posicionamentos neste campo, Ian é muito requisitado tanto para orientar sobre tendências futuras como para provocar mudanças no setor da mineração. Assim, tem realizado conferências por todo o mundo bem como liderado o desenvolvimento de normas e diretrizes para a gestão das questões sociais em projetos de exploração mineral, destacando-se a facilitação do processo de construção dos Princípios e Orientações para a Exploração Responsável para a Associação Canadense de Prospectores e Mineradores e o codesenvolvimento da inovadora ferramenta SociaLicenseTM, de métricas quantitativas relacionadas à licença social para operar.

Ian tem um PhD pelo Imperial College of Science and Technology, da Universidade de Londres, Inglaterra.


David Canassa, Gerente Corporativo de Sustentabilidade da Votorantim Industrial

Debate de Encerramento

David Canassa, Engenheiro Eletricista, com Mestrado em Eficiência Energética pela USP e MBA pela Fundação Getúlio Vargas, está no Grupo Votorantim há mais de 20 anos, e foi escolhido, em 2008, para implantar a área de sustentabilidade.

Ocupa, atualmente, a função de Gerente Corporativo de Sustentabilidade da Votorantim Industrial, que engloba os negócios tradicionais do grupo: cimento, metais, energia, agronegócio, siderurgia e papel e celulose.

Canassa é também o Presidente da Câmara Temática de Energia e Mudança do Clima do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CTClima-CEBDS) e representante do World Business Council for Sustainable Development (WBCSD), integrando uma rede global de mais de 50 conselhos nacionais que estão trabalhando para disseminar uma nova maneira de fazer negócios ao redor do mundo.


Rosa Lemos de Sá, Funbio (Fundo Brasileiro da Biodiversidade)

Debate de Encerramento

Rosa assumiu a Secretaria Geral do Funbio – que é a posição de comando executivo da Instituição, em janeiro de 2010, após seis meses como Superintendente de Programas dessa Instituição. Rosa é também Presidente do Conselho Deliberativo da Bolsa Verde do Rio de Janeiro – BVRio, além de membro do Conselho Deliberativo da Associação Mico-Leão Dourado.

Rosa possui larga experiência em conservação da biodiversidade e mudanças climáticas, com atuação internacional em programas de redução do desmatamento e de emissões de CO2. O bom relacionamento e as vastas conexões, especialmente junto às comunidades ambientalistas do Brasil e dos Estados Unidos, tanto são um produto como um fator de alavancagem da sua reconhecida capacidade de articulação e negociação.

Anteriormente, entre 2006 e 2008, Rosa liderou a Iniciativa Andes-Amazônia da prestigiada Fundação Moore, nos Estados Unidos, e também trabalhou no WWF-Brasil por 10 anos, tendo sido Diretora de Conservação da Instituição entre 2003 e 2006.

Rosa é graduada em Manejo de Vida Silvestre pela Universidade de Wisconsin (EUA), tem Mestrado em Ecologia na Universidade de Brasília e é Ph.D. em Conservação da Natureza pela Universidade da Flórida (EUA).


Miguel Milano, MILANO Planejamento e Consultoria

Debate de Encerramento

Miguel Serediuk Milano divide seu tempo como Diretor da Permian Global para o Brasil (Fundo de investimentos baseado no Reino Unido para operações com REDD+) e da Milano Consultoria e Planejamento Ltda, através da qual integra os Conselhos de Sustentabilidade do Grupo EBX (RJ) e da Novelis (EUA). Também integra os Conselhos de Administração do Instituto LIFE (PR) como seu presidente, do FUNBIO – Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (RJ), do Forest Trends (EUA) e da Associação e Site de Notícias O Eco (RJ), entre outras organizações não governamentais.

Foi representante da Fundação AVINA para o Sul do Brasil e o Pantanal, diretor corporativo de Responsabilidade Social do Grupo O Boticário, diretor executivo da Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, diretor de ecossistemas do IBAMA e diretor da FUPEF – Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná.

Miguel Milano é Engenheiro Florestal, M.Sc e Dr. em ciências florestais pela Universidade Federal do Paraná, tendo sido professor da mesma Universidade por 25 anos e cumprido seu pós-doutorado como professor visitante da Colorado State University. Tem um acervo de 20 dissertações de mestrado e teses de doutorado orientadas, mais de setenta trabalhos técnicos e científicos, incluindo três livros, publicados, e mais de duas centenas de palestras e conferências em eventos nacionais e internacionais relacionados à sustentabilidade e soluções ambientais, responsabilidade social corporativa e investimento social privado, conservação da natureza, planejamento e manejo de áreas protegidas e arborização urbana.