Fórum de Sustentabilidade e Governança

O caminho natural do desenvolvimento.

21 e 22 de Agosto de 2018
Curitiba | Paraná | Brasil

Palestrantes

David Canassa

David Canassa é Gerente Geral de Sustentabilidade do Grupo Votorantim.

Está no Grupo Votorantim há mais de 20 anos, e foi escolhido, em 2008, para implantar a área de sustentabilidade. É Presidente da Câmara Temática de Energia e Mudança do Clima do

Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CTClima-CEBDS) e Conselheiro do Conselho Superior do Meio Ambiente (COSEMA) da FIESP.

Canassa é Engenheiro Eletricista, com Mestrado em Eficiência Energética pela USP e MBA pela Fundação Getúlio Vargas.


Eduardo Lacerda Fernandes

Eduardo Lacerda Fernandes é Diretor Jurídico e de Assuntos Corporativos da Coca-Cola FEMSA Brasil. Possui quase 20 anos de experiência na área jurídica e finanças, atuando predominantemente na indústria de bebidas

Em sua posição atual é responsável pela aplicação das políticas jurídicas e pelo gerenciamento das atividades legais e tributárias da Coca-Cola FEMSA no Brasil. Também dirige as áreas de Assuntos Corporativos, Comunicação Externa e Sustentabilidade, gerenciando as relações corporativas da empresa com seus diversos stakeholders. Atua ainda na liderança do comitê de crise, comitê de ética, é porta-voz e representante estatutário das empresas do grupo Femsa no Brasil

Eduardo tem atuado junto a diversas entidades, sendo atualmente Vice-Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes (ABIR), membro colaborador da ONG Águas Claras do Rio Pinheiros, Conselheiro do Movimento Águas por São Paulo (MASP - The Nature Conservancy), entre outros.

Lacerda é graduado em Direito pela Faculdade Padre Anchieta e possui especializações em Direito Contratual e Empresarial pela PUC São Paulo, e Imobiliário e Ambiental pela FMU - São Paulo.


Emmanuel Ze Meka

Emmanuel Ze Meka é Diretor Executivo da International Tropical Timber Organization (ITTO), cargo que ocupa desde 2007.

Sr. Ze Meka é de nacionalidade Camaronesa (República de Camarões) com extensa experiência em florestas tropicais. Após uma carreira notável junto ao governo camaronês, incluindo posições como o Diretor do Departamento Florestal de Camarões (1983-1989) e Conselheiro do Ministro responsável pelo desenvolvimento do setor florestal nacional (1989-1991), ele ingressou na ITTO em 1991, para promover a conservação, manejo sustentável e o uso das florestas tropicais. Suas posições anteriores na ITTO foram: gerente de projetos; diretor-assistente da divisão de reflorestamento e manejo florestal; e diretor-assistente da divisão de indústria florestal. Sua experiência internacional inclui todos os principais países da Ásia-Pacífico, África e América Latina nas áreas de indústria florestal e manejo florestal sustentável, incluindo a conservação e o desenvolvimento das comunidades de base florestal. Sua nomeação como diretor executivo da ITTO ocorreu em novembro de 2007, sendo ele o primeiro diretor executivo Africano.

Emmanuel Ze Meka é bacharel em Engenharia Florestal pela Universidade de Laval, no Canadá e mestre em física da madeira pela mesma Universidade.


Gerard “Ged” Buffee

Gerard “Ged” Buffee é consultor de marketing estratégico, com trabalhos de consultoria para um universo de empresas que engloba Kellogs, Heinz, Atkins Diet, Cascadian Farms/Small Planet Foods, Imagine Foods to Hain, Malua BioBank e Nestlé, entre outras. Mas Ged também tem ativa vivência no chamado terceiro setor, tendo sido o fundador da African Organic Farming Foundation, organização sem fins lucrativos que fornece treinamento e apoio de acesso ao mercado à agricultores familiares em vários países africanos, sendo esta a primeira organização do gênero de orgânicos a receber apoio da Fundação Bill & Melinda Gates.

A experiência de Ged na área de marketing estratégico de marcas, publicidade e comunicação foi adquirida em trabalhos internacionais na África do Sul, Estados Unidos, Europa e sudeste Asiático, onde trabalhou como gestor de importantes marcas tais como Unilever, Schweppes e Appletiser (os quais ele lançou no mercado do Reino Unido), Johnie Walker, Glaxo SmithKline e P&G. Ged também foi diretor e vice-presidente da Ogilvy / Red Cell em Portland e Seattle. Como consultor, ainda, também trabalhou como consultor do Forest Stewardship Council e do Centro de Comércio Internacional das Nações Unidas.

Nos Estados Unidos Ged é amplamente reconhecido no setor de marketing estratégico do setor de produtos orgânicos, fornecendo análises especializadas de mercado, planos de marketing e estratégias de posicionamento para as empresas dos segmentos de alimentos e bebidas orgânicas.

Ged é graduado como bacharel em Administração pela University of Cape Town, da África do Sul.


Ivan Tomaselli

Ivan Tomaselli é Presidente da STCP, possui mais de 30 anos de experiência no desenvolvimento de projetos relacionados à indústria e mercado de produtos florestais, bem como políticas e programas setoriais.

Tem atuado como coordenador de projetos e como consultor da empresa e de organismos internacionais como: FAO - Food and Agriculture Organization, ITC - International Trade Center, ITTO - International Tropical Timber Organization, Banco Mundial, CIFOR - Center for International Forestry Research, IIED - International Institute of Environment and Development. Publicou mais de 160 trabalhos e proferiu aproximadamente 200 palestras e cursos em todo o mundo. Professor aposentado da Universidade Federal do Paraná e Vice-Presidente de Tecnologia e Desenvolvimento da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente – ABIMCI.

Tomaselli é graduado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná, Brasil; M.Sc. em Tecnologia da Madeira, Universidade Federal do Paraná, Brasil; PhD pela Universidade de Melbourne, Austrália; e Pós-Doutor em Bundesforschungsanstalt fur Forest-und Holzwirtchaft, Hamburgo, Alemanha.


James Astill

James Astill é editor de política e colunista da The Economist desde 2012.

Ele ingressou na The Economist como editor de Segurança Internacional, em 2004, tendo mudado para Nova Deli em 2007 para ser o correspondente no sul da Ásia, de onde escreveu sobre todos os países do subcontinente indiano. Então, voltou para Londres em 2011 para assumir a pasta de Energia e Ambiente até sua nomeação como editor de política.

James Astill iniciou escrevendo como jornalista em Tokyo, enquanto estudante de japonês e de teatro japonês, tendo desenvolvido uma profícua carreira e sido laureado com prêmios importantes do jornalismo, entre os quais o prêmio Gerald Ford por sua cobertura de segurança dos EUA e o prêmio Grantham por uma reportagem especial sobre as florestas do planeta. Ele também escreveu relatórios especiais sobre a Índia, o Paquistão e o Ártico. Recentemente, publicou estudo político sobre a Índia onde aborda temas como corrupção, críquete e a ascensão da Índia moderna.

James foi educado nas universidades de Oxford e Tokyo. Em Oxford obteve o título de Mestre em Língua e Literatura Inglesa. Na Universidade de Tokyo conduziu pesquisa de pós graduação em língua japonesa e teatro japonês clássico como bolsista Monbusho.


João Carlos Redondo

João Carlos Redondo é Gerente Corporativo de Sustentabilidade da Duratex.

Como Diretor da Itaúsa, foi responsável pela estruturaç ão do planejamento e gestão para a Sustentabilidade no Grupo Itaúsa, área industrial, que inclui as empresas Duratex, Elekeiroz, Itautec e Itaúsa. É professor convidado do curso de Sustentabilidade para Gestores de TI, do Laborat ório para Sustentabilidade da USP (Lassu).

Em 28 anos de carreira, possui ampla experiência nas áreas de serviços de inform ática, no atendimento ao pós-venda, facilities das indústrias do grupo Itautec, serviços de infraestrutura, telecomunicações, meio ambiente e sustentabilidade. Possui ampla experiência na administração de grandes projetos e há oito anos atua com a alta administração na gestão do planejamento estratêgico para sustentabilidade.

Formado em Tecnologia da Informação, possui pós-graduação em Administração e Marketing, MBA Executivo pelo Insper de Sã Paulo e é Conselheiro de Administração formado pelo IBGC.


Joésio Siqueira

Joésio Deoclécio Pierin Siqueira é Sócio e Vice-Presidente da STCP Engenharia de Projetos Ltda.

Possui mais de 30 anos de experiência na coordenação e elaboração de projetos relacionados ao meio ambiente e sustentabilidade tendo ministrado mais de 200 palestras relacionadas a estes temas. Coordenador e Responsável Técnico pelo licenciamento ambiental de mais de 40 empreendimentos no Brasil e pela elaboração de planos de manejo em florestas tropicais que superam a área de 1,2 milhão de hectares e planos de manejo em Unidades de Conservação (+ 40) totalizando mais de 10 milhões de hectares.

Realiza estudos de viabilidade econômica e financeira para projetos do agronegócio e industrial. Participa da elaboração de planos de desenvolvimento local, regional e nacional para atividades do agronegócio, além de participar de inúmeras consultas relacionadas a legislação ambiental e florestal, políticas públicas e programas setoriais. Tem atuado intensivamente em projetos ambientais na Amazônia brasileira e em países vizinhos (Equador, Peru, Bolívia e Colômbia).

Joésio Siqueira é graduado em Engenharia Florestal e Engenharia de Segurança pela Universidade Federal do Paraná, especializado em Administração Pública pela USP, M.Sc. em Manejo Florestal e Doutor em Economia e Política Florestal pela Universidade Federal do Paraná.


Malu Nunes

Malu Nunes é Diretora executiva da Fundação Grupo Boticário e gerente de sustentabilidade do Grupo Boticário.

Malu ingressou na Fundação Boticário em 1991, tornando-se gerente em 2000 e diretora executiva em 2006, tendo assim participado da ou liderado a construção de estratégias fundamentais para os resultados e a imagem alcançadas pela organização atualmente. Desde 2009, Malu também acumula a gerencia de Sustentabilidade do Grupo Boticário, onde seu maior desafio é inserir o tema, de maneira integrada, sistêmica e com visão de longo prazo, em todas as atividades corporativas. Adicionalmente, Malu integra os conselhos diretores do Centro de Ação Voluntária de Curitiba, da Associação O Eco (site de notícias O Eco), da Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil (SAVE Brasil) e do Instituto LIFE, que criou e gere a Certificação LIFE de negócios e biodiversidade, da qual foi uma das idealizadoras.

Com consistente trajetória de atuação relacionada à conservação da natureza, investimento social privado, responsabilidade social corporativa e sustentabilidade, em 2013 Malu foi escolhida “Líder Sustentável”, categoria executivo, do Prêmio ABF-Afras Destaques em Sustentabilidade.

Malu Nunes é engenheira florestal pela UFPR, especialista em manejo de áreas protegidas pela Colorado State University (EUA) e mestre em ciências florestais com ênfase em conservação da natureza pela UFPR.


Martin Geiger

Martin Geiger é diretor do Departamento de Sustentabilidade da DEG, Sociedade Alemã de Investimento e Desenvolvimento com sede na região da Colônia, Alemanha, desde 2012, que compreende uma equipe de 10 profissionais de diversas formações e com amplo expertise.

Martin Geiger trabalhou por mais de 10 anos, à partir de 2001, no World Wide Fund for Nature (WWF) na Alemanha e na região do Mekong, onde exerceu diversas funções relacionadas ao desenvolvimento sustentável na China, como recursos hídricos e florestas, além de commodities agrícolas e finanças do setor privado. Anteriormente, trabalhando junto à GIZ (German International Cooperation) no Vietnã, São Tomé e Madagascar de 1993 até 2001, acumulou ampla experiência em cooperação internacional.

Martin tem formação profissional na área de Manejo Florestal e Desenvolvimento Rural.


Mauricio de Moura Costa

Mauricio de Moura Costa é fundador e diretor da bolsa de valores ambientais BVRio. É também presidente da BVTrade, a plataforma de negociações da BVRio, e da E2 Brasil Sócio Ambiental, empresa do Grupo E2 focada no desenvolvimento, financiamento e gestão de projetos de investimento socioambientais.

Anteriormente foi Diretor para a América do Sul da EcoSecurities, empresa líder no mercado mundial de créditos de carbono, tendo sido responsável pelo desenvolvimento e originação de mais de 20 milhões de toneladas de créditos de carbono em 4 países da América do Sul. Em 2007 organizou a conferência Rio+15, que contou com mais de 200 participantes internacionais, incluindo introduções pelo presidente Fernando Henrique Cardoso e pelo organizador da Rio 92, Maurice Strong.

Anteriormente à sua atuação na EcoSecurities foi sócio-diretor de escritórios de advocacia internacional. Advogado admitido na Ordem dos Advogados do Brasil e na Ordem dos Advogados Portugueses, teve longa experiência em advocacia internacional envolvendo Direito Comercial, Contratos Internacionais, Direito Tributário Internacional, Direito Bancário e Mercado de Capitais, Direito Regulatório e Concorrencial, Direito Anti-dumping e Direito Europeu.

Maurício é Doutor em Direito Econômico pela Universidade de Paris II.


Miguel Milano

Miguel Serediuk Milano divide seu tempo como Diretor da Permian Global para o Brasil (Fundo de investimentos baseado no Reino Unido para operações com REDD+) e da Milano Consultoria e Planejamento Ltda, através da qual integra, entre outros, o Conselho de Sustentabilidade da Novelis (EUA). Também integra os Conselhos de Administração do Instituto LIFE (PR) como seu presidente, do FUNBIO – Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (RJ), do Forest Trends (EUA) e da Associação e Site de Notícias O Eco (RJ), entre outras organizações não governamentais.

Foi representante da Fundação AVINA para o Sul do Brasil e o Pantanal, diretor corporativo de Responsabilidade Social do Grupo O Boticário, diretor executivo da Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, diretor de ecossistemas do IBAMA e diretor da FUPEF – Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná.

Miguel Milano é Engenheiro Florestal, M.Sc e Dr. em ciências florestais pela Universidade Federal do Paraná, tendo sido professor da mesma Universidade por 25 anos e cumprido seu pós-doutorado como professor visitante da Colorado State University. Tem um acervo de 20 dissertações de mestrado e teses de doutorado orientadas, mais de setenta trabalhos técnicos e científicos publicados, incluindo três livros, e mais de duas centenas de palestras e conferências em eventos nacionais e internacionais relacionados à sustentabilidade e soluções ambientais, responsabilidade social corporativa e investimento social privado, conservação da natureza, planejamento e manejo de áreas protegidas e arborização urbana.


Norman de Paula Arruda Filho

Norman de Paula Arruda Filho é Presidente do ISAE/FGV e membro do Comitê Brasileiro do Pacto Global onde coordena a Força-tarefa de Educação. Tem foco na educação executiva responsável no Brasil

Foi Diretor Presidente da Companhia de Saneamento do Paraná, Diretor Geral da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado do Paraná e Superintendente Regional da Caixa Econômica Federal. Integrou o grupo que criou os Princípios para Educação Empresarial Responsável (PRME) da ONU, diretrizes que há 4 anos norteiam a gestão de mais de 400 Escola de Negócios do mundo todo, incluindo o ISAE/FGV.

Norman é Doutor em Gestão Empresarial Aplicada pelo Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE).


Pedro Luis Fernandes

Pedro Luis Fernandes é presidente regional da Novozymes na América Latina, cargo que ocupa desde 2008.

Também é diretor da Câmara Brasil-Dinamarca de Comércio (DANCHAM), em São Paulo, e representante regional da DAMCHAM no Estado do Paraná, além de possuir o título de Cônsul Honorário da Dinamarca para os Estados do Paraná e Santa Catarina devido à sua significativa contribuição e esforços para aumentar a aliança Brasil-Dinamarca. Profissional de destacada liderança no setor de biotecnologia, Pedro Luiz é um dos diretores e co-fundadores da Associação Brasileira de Biotecnologia Industrial (ABBI), entidade criada para representar os interesses de indústrias de biotecnologia.

Pedro Luis é bacharel em Química pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR) e possui sólida experiência em áreas de gestão de negócios que incluem: controle de qualidade; saúde e segurança; gestão de instalações; logística; assuntos regulatórios; relações públicas e comunicação corporativa.


Renato Soares Armelin

Renato Soares Armelin é coordenador do Programa Sustentabilidade Global na GVces - Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas (EAESP-FGV). Sob sua coordenação estão o Programa Brasileiro GHG Protocol, a plataforma Empresas pelo Clima (EPC) e a iniciativa empresarial Tendências em Serviços Ecossistêmicos (TeSE).

Anteriormente trabalhou na Secretaria do Meio Ambiente do Governo do Estado de São Paulo (SMA) no desenvolvimento e aplicação de instrumentos econômicos para a conservação e recuperação de florestas, solo e recursos hídricos, mais especificamente pagamentos por serviços ambientais. Tem também experiência em consultoria ambiental.

Renato é Administrador de empresas pela FEA-PUC-SP, especializado em finanças pela EESP-FGV e gestão e tecnologias ambientais pela POLI-USP. É também biólogo pelo Instituto de Biociências da USP e pós-doutor em ecologia pelo Instituto de Biologia da UNICAMP.


Rick Torken

Rick Torken é CEO do Banco ABN AMRO desde Julho de 2013, sendo que desde Junho de 2009 atua como executivo da organização no Brasil.

Após ter trabalhado na Índia e no Sudão, Rick ingressou no MeesPierson (hoje parte do ABN AMRO) em 1994 como gestor de contas financeiras de Trade & Commodity. Na sequência ocupou diversos cargos no ING Bank em Amsterdam e em São Paulo, bem como em Finanças Estruturadas no Marc Rich em Londres. Em 2006 Rick ingressou como CFO/COO (diretor executivo financeiro e diretor executivo de operações) na Multigrain S.A. em São Paulo. Então, em 2008 retornou à Holanda para trabalhar como Chefe Global de Commodities Agrícolas no grupo financeiro Fortis, sendo que fusão com o ABN AMRO permaneceu no cargo, a partir do qual foi responsável pelo reestabelecimento do ABN AMRO no Brasil.

Rick é Mestre em Administração Pública pela Rijks Universiteit Leiden na Holanda (1992) e cursou o General Management Program na Harvard Business School em Boston, MA, USA (2011)


Roberto Munhoz Miranda

Roberto Munhoz Miranda é sócio-diretor da Janos Holding, cargo que ocupa desde 2012. Dentre outras atividades, é o responsável pela prospecção de investimentos florestais da Janos Holding.

Anteriormente, trabalhou na McKinsey & Company em São Paulo e nos escritórios Pinheiro Neto Advogados e Skadden, Arps, Slate, Meagher & Flom LLP em São Paulo e Nova York, respectivamente.

Roberto Munhoz Miranda é graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas e em Direito pela Universidade de São Paulo, com MBA pela New York University - Stern School of Business.


Rogerio Almeida

Rogerio Almeida é Vice-Presidente de Operações da Novelis América do Sul, líder mundial em laminados e reciclagem de alumínio e subsidiária da Hindalco Industries, uma das maiores produtoras integradas de alumínio e líder na produção de cobre.

Rogerio, que é casado e tem dois filhos, possui mais de 25 anos de experiência em áreas de engenharia industrial e de projetos, manufatura, planejamento e supply chain em diferentes segmentos de negócios. Sua carreira profissional foi desenvolvida em empresas como EMBRAER, Johnson & Johnson, Kimberly-Clark e Avon.

Rogerio é graduado em Engenharia Aeronáutica pelo ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica) e pós-graduado em Engenharia Aeronáutica e em Administração.